Archive for the ‘reflexão’ Category

Escrita Auxiliada Por Computador

16/12/2010

Esta semana me vi em uma situação inusitada: precisei redigir alguns parágrafos de texto a caneta. Ou seja, nada de Insert, nada de Copy/Paste – me fez lembrar dos tempos de escola (e também que minha caligrafia é horrenda).

Hoje em dia eu ainda escrevo “a mão”, mas geralmente só para anotações pessoais. Qualquer texto mais longo, ou que exige um mínimo de formalidade, escrevo no computador.

Recentemente li este artigo bacana sobre as tecnologias de edição de texto. O autor fala de Douglas Englebart, e explica que, além de ser “o inventor do mouse”, ele também é o “inventor do copy/paste“.

In October of 1962, Douglas Englebart imagined a remarkable new technology for writing.(…) He was, in essence, imagining a machine that could electronically cut and paste. (…) He [wrote about that] 50 years ago — when computers were still room-sized industrial tools — yet he nailed it: One of the biggest impacts of word processing has been the way it makes cutting and pasting a central part of how we organize our thoughts. (Clive Thompson, 2010)

Leia o resto deste post.

Anúncios

Harold Cohen sobre Arte e Máquina (1978)

19/03/2010

Harold Cohen

Harold Cohen é um artista que passou da pintura à arte computacional e produziu trabalhos bem interessantes, como o Aaron, um software que “cria pinturas“, e um robô que desenha (mostrado na imagem acima).

Separei alguns trechos de uma entrevista com ele realizada por Moira Roth para a publicação Art in America, em 1978. Seu discurso é bem rico e inspirador, principalmente pelas suas reflexões a respeito da arte computacional e da arte de uma maneira geral.

O  interesse de Cohen é a mente criativa, não a máquina. Para ele, a máquina é apenas um meio ou ferramenta.

The machine is interesting to me for just one reason. It makes it possible to model certain aspects of the human mind. I am concerned with how human beings work. I am not much concerned with how machines work. (…) I really think of myself as a humanist in a very old fashioned sense. (pg 106)

Leia mais…

Conte com o Digital

14/03/2010

No Estadão de hoje saiu uma entrevista com Umberto Eco, tratando principalmente do seu novo livro Não Contem com o Fim do Livro (co-autoria com Jean-Claude Carrière, Editora Record).

Minha impressão desta entrevista é de que Eco sugere um conflito desnecessário entre o físico e o digital, e que acaba indo contra o próprio processo que ele busca defender – a evolução na produção, armazenamento, difusão e recepção do conhecimento.

Leia mais…

Estrutura

08/03/2010

Estrutura?

O que a imagem acima significa? Parece uma pauta de música. Talvez represente alguma estrutura. Mas estrutura de que? Algo discreto e objetivo? Pode representar uma emoção, um conceito abstrato, uma idéia subjetiva? Porque não?